Course for mentor

This content is protected, please login and enroll course to view this content!
9 Comments
goncalovitorino
Posted on 16:07 - 9 de April, 2020

Uma grande tendência de profissão do futuro são os professores online. O ensino a distância (EAD) tende a expandir-se nos próximos anos com o avanço da tecnologia, e os professores começaram a utilizar o modelo de sala de aula virtual que possibilita um maior alcance de alunos. É uma grande aposta para aumentar os ganhos dos profissionais que vivem de transmitir conhecimento.
O mercado de criação de cursos online está cada vez mais especializado e disseminado, existindo várias ferramentas que possibilitam criar cursos online e obter fins monetários dos mesmo. Tomando como exemplo o sistema de autoria myIcourse, uma ferramenta onde é possível criar e gerir uma faculdade (pública ou privada) com opção de ensino grátis ou pago. Dentro desta é possível criar e gerir turmas, cursos cadeiras, alunos e professores.

    ESES Ctec
    Posted on 8:34 - 13 de April, 2020

    Muito obrigado Gonçalo,

    Os professores/formadores online serão sem dúvida uma profissão do futuro. Ultimamente temos assistido a uma revolução tecnológica muito grande, com grande parte do trabalho sendo realizado a distância. Esta revolução tecnológica ensinou muitos professores a utilizarem uma metodologia inovadora. Assim conseguimos dar um passo no avanço da tecnologia e a sua utilização diária para o ensino.

    Continuação de um bom trabalho…

monicamendoncac
Posted on 9:49 - 13 de April, 2020

Acredito que existem várias profissões que podem ser adaptadas de modo a que pessoas com deficiência sejam incluídas e consigam ter uma rotina como outra qualquer pessoa com as normais capacidades.

    ESES Ctec
    Posted on 16:16 - 14 de April, 2020

    Obrigado pela tua partilha Mónica.
    As profissões não necessitam de ser adaptas, uma vez que existe muitas profissões que jovens com dificuldade poderiam desemprenhar aquela função perfeitamente. Por vezes o local onde se trabalha é que terá de sofrer algumas alterações e também as próprias pessoas sem dificuldade na empresa necessitam de adaptar-se a esta nova inclusão.
    Continuação de um bom trabalho…

adrianarodrigues
Posted on 19:12 - 18 de April, 2020

Um exemplo de profissão do futuro é o Gamer Designer.
A responsabilidade do game designer é cuidar de todo o planeamento da interface, interatividade, enredo e mecânicas do jogo que deverão entreter o jogador. Basicamente, é o profissional que pensa em formas de tornar o jogo divertido, interativo e interessante para o público.
O gamer designer pode trabalhar em agências de publicidade, produtoras de vídeo e cinema, desenvolvimento de software e empresas de desenvolvimento de jogos.
As principais características destes profissionais são boa comunicação, o gosto pelos jogos de entretenimento e trabalho em equipa.

simonlopes
Posted on 1:06 - 20 de April, 2020

O ensino online é cada vez mais uma prática a ser explorada, particularmente nos tempos que correm. É de notar que este implica uma separação física entre o estudante e o professor, o que implica a utilização constante da tecnologia como mediação entre ambos. São geralmente orientados por tarefas e/ou aulas semanais ou quinzenais, que puxam pela auto-aprendizagem dos estudantes (têm de ter consciência de que ele é o principal responsável pela sua aprendizagem), dotando-o de uma grande flexibilidade (podendo aceder à plataforma a qualquer altura do dia) e incentivando a um sentido de responsabilidade mais autónomo (sabendo que têm de respeitar as condições que lhe são apresentadas, de modo a tirar um maior partido da sua aprendizagem). É também aconselhável que os utilizadores escolham qual o contrato de aprendizagem que pretendem adotar, de modo a que consigam realizar adequadamente todas as tarefas.

Pedro Amendoeira
Posted on 21:40 - 20 de April, 2020

Na minha ótica, creio que se as empresas ou instituições, que recebam trabalhadores com qualquer nível de deficiência, se adaptarem (bem como os demais trabalhadores que nela estão empregados) e tiverem mais espírito de inclusão (e menos preconceito), creio que os alicerces estão montados, para a existência de um bom ambiente de trabalho e também para um desempenho de qualidade por parte desses trabalhadores com deficiência.

Tiago Mestre
Posted on 22:23 - 20 de April, 2020

Na minha opinião a maior parte das profissões pode ser adaptada para pessoas portadoras de deficiências, desde que o procedimento das mesmas seja adaptado também

Ricardo_pme
Posted on 15:37 - 23 de April, 2020

Existe profissões que podem facilmente ser desempenhadas por pessoas com DID, e as que não podem, podem-se restruturar e adaptar para que possam ser desempenhadas por essas pessoas.

Leave a Reply